Title Thumbnail

A agua profunda

Paul Bourget

9781465553539
119 pages
Library of Alexandria
Overview
Ha certos proverbios que, passando d'um paiz para outro, tomam uma physionomia tão differente, que bastaria uma tal variação para provar que os caracteres nacionais se conservam na realidade radicalmente distinctos e irreductiveis. O francez, por exemplo, diz, a respeito d'um homem feliz «que nasceu impellicado», e o inglez «que nasceu com uma colher de prata na bocca». Dois rifões, duas raças, dois destinos: d'um lado um povo voluvel, espirituoso, elegante, amando a galanteria, apaixonado pelo prazer e naturalmente divertido;—do outro lado uma nação avida, dominada pelo positivo e que até no luxo quer o conforto. São aquelles dois traços caracteristicos que resaltam d'um primeiro proverbio; vejamos outro. D'alguem muito circumspecto diz o francez:{6} «não ha peor agua do que a agua quieta», o italiano: «as aguas tranquillas destroem as pontes» e o inglez: «as aguas tranquillas correm profundas». E os trez teem razão